20 DE SETEMBRO DE 2019

Fundação Renova - Até quando Ouro Preto vai ficar de fora?


Ouro Preto
14 de junho de 2019


O vereador Chiquinho de Assis (PV) está convidando a Fundação Renova, mais uma vez, para que a instituição compareça até à Câmara de Ouro Preto. O vereador deseja entender os motivos de Ouro Preto continuar não sendo contemplada pelos programas sócio econômicos previstos no TTAC (Termo de Transação e Ajustamento de Conduta entre União/Estados de MG e ES/Samarco/Vale/BHP) uma vez que existe Nota Técnica publicada assegurando que a cidade seja atendida pelos Programas de Recuperação e Diversificação da Economia Regional e de Estímulo à Contratação Local.

“É um compromisso do Partido Verde a luta para a inclusão de Ouro Preto como cidade atingida pela tragédia em Bento Rodrigues e cumprimento das determinações que destinam obrigações com nossa cidade e população.

Eu já cansei de falar e falar na época do governo de Zé Leandro, nós fomos atingidos sim pela tragédia de Bento. Nós não estamos ao longo da calha do Rio Doce, mas as operações da Samarco eram no município de Ouro Preto, eram em terras ouro-pretanas.

Nós tivemos nossa economia massacrada, nossa receita caindo, os nossos moradores demitidos, uma depressão social acontecendo de forma muito clara em nossa cidade. E o que sobrou para Ouro Preto? O que sobrou para nosso povo? O que sobrou para nossos comerciantes? Para nossos trabalhadores? Negativas e portas fechadas.

Nós tivemos as costas viradas pela Renova, que não aceitou um documento oficial tratado dentro do Comitê Interfederativo (CIF) com anuência do Ibama, que é quem coordena essa história toda, com presença da justiça, com presença dos municípios representados.

Até hoje Ouro Preto não teve nenhuma resposta da Fundação Renova, então, peço empenho político para que nós possamos trazer a instituição à Casa e esclarecer o porquê do descaso conosco, o porquê da omissão, o por que nosso povo ter que ficar se humilhando para tentar trabalho na Samarco e na Vale. O porque de nossos comerciantes não poderem prestar serviços e vender para a Fundação Renova.

Milhões e milhões e milhões já foram investidos nessa história, tanto que está prestes a iniciar uma CPI com relação a Fundação Renova na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

E aí, vamos fazer o quê? A Renova tem que vir aqui nesse microfone, dar explicações ao povo de Ouro Preto. Por que esse dinheiro todo que está sendo usado pela fundação é um dinheiro para fazer compensação por um crime ambiental, pela maior tragédia ambiental do Planeta, que aconteceu de novo em Brumadinho e está prestes a ocorrer em Barão de Cocais, que pode acontecer em Antônio Pereira. A situação é muito séria. É preciso trazer a verdade para a população com transparência pelos microfones e pela transmissão da Casa”.


Veja mais

















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS