21 DE JULHO DE 2019

Chiquinho de Assis clama pelas pessoas que estão nas ruas nesse inverno


Ouro Preto
12 de julho de 2019


Essa semana o Vereador Chiquinho de Assis (PV) questionou a prefeitura com relação as ações relativas ao acolhimento das pessoas que se encontram em vulnerabilidade social e em situação de rua, em face das noites frias que estamos atravessando.

“O levantamento de dados sobre as pessoas em situação de rua em Belo Horizonte apontou que atualmente existem 4.500 pessoas dormindo nas ruas da capital por motivos como desemprego, desentendimentos familiares e dependência química, sendo a maioria homens, que vivem nas ruas há mais de 10 anos; existem lá 14 unidades de acolhimento institucional com o total de 1074 vagas.

E em Ouro Preto? Qual o raio x da nossa cidade?

É fácil reclamar dos flanelinhas nas ruas a noite, mas um dia podemos nos assustar ao nos deparar com um vizinho, com um conhecido, ou mesmo com um parente realizando esse trabalho, seja por desemprego, depressão, dependência de álcool e outras drogas etc. E quais as possibilidades humanitárias que possuímos por aqui?

Estamos em busca de uma saída para essas pessoas. As noites estão frias para todos. Será que no armário de casa não existe uma blusa a mais, uma calça, um cobertor? Como fazer? Existem campanhas? Hoje existe algum programa no município que trabalhe essa situação?

A Câmara está realizando a campanha do agasalho para receber doações pelo CAC, mas precisamos de ações do executivo. A prefeitura possui um mapeamento da situação? E um mapeamento de distribuição das doações arrecadadas?

Quantas pessoas estão em vulnerabilidade hoje? Quantas estão vivendo nas ruas da cidade? Quem elas são? Quantos homens? Quantas mulheres? Crianças? Aonde elas estão dormindo?

Existe algum abrigo municipal que recebe pessoas em situação de rua e/ou que ofereça refeições?

De que forma o governo está realizando esse programa social? Não é para amanhã, é para hoje! Precisamos oferecer possibilidades para quem necessita agora, nesse inverno. Em São Paulo seis pessoas já morreram devido o frio das madrugadas. Será necessário acontecer uma tragédia na cidade para que providencias sejam tomadas? É preciso vontade governamental e apoio às instituições sociais que trabalham a situação.

É importante mobilizar e parabenizar as ações que temos na cidade como os varais solidários, por exemplo. A mobilização social é de extrema importância e deve ser de todos. Mas precisamos que o executivo entenda a situação, além de estabelecer o link entre as ações sociais na cidade.”

Veja mais



















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS