21 DE OUTUBRO DE 2019

Orlando Caldeira e Elio da Mata vencem eleição suplementar de Itabirito


Itabirito
09 de agosto de 2019


Por Michelle Borges

Na eleição suplementar de Itabirito, ocorrida no domingo (4) a chapa vencedora, composta por Orlando Amorim Caldeira e Elio da Mata Santos, foi eleita com 14.421 votos (53,87%). Já os candidatos Arnaldo Pereira dos Santos e Rodrigo do Porco, receberam 11.568 votos (43,22%); e Luiz Niquini e Marina Pedrosa, tiveram 779 votos (2,91%). Os eleitos deverão ser diplomados pela Justiça Eleitoral até o próximo dia 23.

Em entrevista ao Jornal O Liberal, Orlando Caldeira falou dos desafios de governar em tão pouco tempo, um ano e quatro meses, e destacou como será sua gestão. “Sabemos que é um prazo curto, mas nós temos muita vontade e capacidade de trabalhar. De início queremos dar sequência, com todos os funcionários que estão na prefeitura - e queiram continuar - junto com o nosso secretariado, dar continuidade aos trabalhos normalmente, de forma que nenhum serviço público seja interrompido”, pontua. Espero que todos entendam isso, pois é importante para a população, importante para cidade. Quero como gestor conclamar a todos funcionários a terem essa visão, uma visão progressista, que eles estão na prefeitura para servir o povo”, ressalta Orlando.

Durante a campanha, Orlando destacou que a população pede o básico, necessidades mais simples de atender. “Eles querem que não falte remédios, que tenha emprego, que as ruas estejam em boas condições. Alguns gestores ignoram essas necessidades, mas nossa equipe vai para as ruas, cuidar dos detalhes de cada bairro, com pequenas obras nós vamos fazer a população mais feliz. Vamos governar para o povo, fazer para quem mais precisa”, garante o eleito.

Sobre a perseguição política, um tema muito debatido na cidade, Orlando reafirmou que na sua gestão isso não irá ocorrer. “Essa é uma das bandeiras que levantamos na nossa campanha, e motivador para entrar na política de Itabirito. Isso precisa acabar. Nós não podemos permitir mais essa perseguição na nossa cidade. Temos que administrar para todos, mesmo que você saiba que aquele não apostou no seu projeto. Se é cidadão, tem que receber o mesmo trabalho da prefeitura. Com relação aos funcionários, será meritocracia, o que não queremos é cabide de emprego. Queremos pessoas empenhadas em fazer o melhor para cidade. Queremos que todos trabalhem alegres e satisfeitos e em harmonia”, declarou.

Ao final, Orlando destacou que a escolha da população pelo novo prefeito e vice não será em vão. “Nós vamos estar muito atentos aos detalhes da administração. Eu e o Elio combinamos que vamos ser dois prefeitos, trabalhar juntos, para que possamos, além de sermos eficientes, ser rápidos, pois um ano e quatro meses passa muito rápido. Vamos fazer com que tudo funcione na prefeitura de maneira correta, com lisura, tirando gastos desnecessários. Queremos implantar uma engenharia de valor, avaliando os custos reais de produtos e serviços. Vamos trabalhar com eficiência”, garante.

Os eleitos deverão ser diplomados pela Justiça Eleitoral até o próximo dia 23.

TSE mantém cassação

A eleição suplementar ocorreu após o ex-prefeito de Itabirito, Alex Salvador, e o vice dele, Wolney Pinto de Oliveira, serem cassados no início do ano pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

Um dia após a eleição, na terça-feira (6) sete ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negaram por unanimidade uma ação em que a chapa cassada requereu o retorno aos cargos.

Veja mais
















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS