08 DE AGOSTO DE 2020

Espetáculo de fé e tradição nas ruas de Mariana


Mariana
13 de março de 2018


Espetáculo de fé e tradição nas ruas de Mariana

Os panos roxos nas sacadas dos casarios coloniais e nos altares das igrejas indicam o início de um período de fé e tradição na Primaz das Gerais: a Semana Santa.  Mariana, cidade que é berço da religiosidade mineira, preserva uma maneira singular de celebrar esse período.

A cidade histórica tem uma das celebrações mais bonitas do Estado e mantêm tradições que datam dos séculos passados como os tradicionais tapetes de serragem e as colchas bordadas nas sacadas. A Semana Santa é uma tradição católica que celebra paixão, morte e ressurreição de Cristo. As festividades iniciam-se no sábado (24), com a benção dos Santos Óleos, e termina com a ressurreição de Jesus, que ocorre no Domingo de Páscoa (01).

Confissões - A confissão é uma forma de purificação da alma e preparação para a celebração da Paixão de Cristo. Para isso será realizado um mutirão para atender as confissões dos fiéis entre 9 e 14 de março, às 18h, nas Paróquias Nossa Senhora da Assunção, Nossa Senhora Aparecida, Sagrado Coração de Jesus e Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Passagem de Mariana.

Setenário das Dores – Entre 17 e 23 de março, fiéis e devotos de Maria, Mãe de Deus, se reúnem para celebrar o Setenário de Nossa Senhora das Dores. O setenário relembra as principais dores que a Mãe Maria sofreu com a paixão, morte e sepultamento de Jesus. As celebrações eucarísticas acontecem durante esse período, às 19h, na Paróquia Nossa Senhora da Assunção. Já na Paróquia Sagrado Coração de Jesus as celebrações acontecem entre 16 a 22 de março.


Confira a programação da Semana Santa em Mariana e celebre conosco esse momento de fé e espiritualidade:

Missa da Unidadesábado - A celebração da Missa da Unidade marca a consagração dos sacerdotes com a benção dos santos óleos: do batismo, da crisma e da unção. Neste dia todos os religiosos dos 79 municípios que integram a Arquidiocese vêm celebrar com o arcebispo. 10h – Missa do Crisma e da Unidade

Domingo de Ramos – domingo - Neste dia os católicos recordam a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém, aclamado como Rei. Os fiéis sustentam ramos abençoados, lembrando essa passagem bíblica. A benção dos Ramos acontece na Igreja do Rosário dos Pretos, seguida de procissão para a Praça da Sé. 18h - Procissão de Ramos saindo da Igreja Rosário para a Praça Minas Gerais

Procissão do Senhor dos Passos – segunda-feira - a procissão do Depósito do Senhor dos Passos faz memória à prisão de Jesus Cristo e sua condenação no pretório. A ação se inicia na igreja de Nossa Senhora do Carmo procedida pela procissão em que a imagem sai tampada por toldo em direção à igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos onde acontece o Sermão do Pretório e o canto dos motetos da paixão. Uma devoção especial na Igreja Católica a ele dirigida, que faz memória ao trajeto percorrido por Jesus Cristo desde sua condenação à morte no pretório até o seu sepultamento, após ter sido crucificado no Calvário. 19h - Celebração no Santuário do Carmo seguida de procissão para o Rosário com o Sermão do Pretório

Procissão do Encontro – terça-feira - Relembra o encontro de Jesus com sua mãe, Maria, a caminho do calvário, momento em que acontece o Sermão. As imagens da Senhora das Dores e do Senhor dos Passos, carregando a cruz, saem em procissão e se encontram na Praça Minas Gerais. O evento acontece num dos espaços que reúne um dos mais belos conjuntos arquitetônicos brasileiros: as igrejas do Carmo e a de São Francisco, construídas uma ao lado da outra. 19h – Celebrações nas Paróquias Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora da Assunção seguidas da Procissão do Encontro na Praça Minas Gerais

Ofício das Trevas – quarta-feira - Na Quarta-Feira Santa, e também na Sexta e no Sábado Santos, acontece uma celebração de origem medieval, o Ofício de Trevas. Uma cerimônia secular com partes em latim e canto gregoriano, repleta de simbolismo para reviver as dores de Jesus. O templo fica às escuras, iluminado apenas por um candelabro com velas. Os fiéis rezam salmos, lamentações e fazem leituras da Bíblia. 19h – Missa na igreja São Pedro seguida de procissão para a Catedral onde haverá a meditação das dores e Ofício de Trevas.

Cerimônia de Lava Pés – quinta-feira - A Quinta-Feira Santa lembra o dia da instituição da Eucaristia e do Sacerdócio, com a celebração da última ceia com os Apóstolos. A cerimônia retrata o gesto de humildade de Jesus Cristo, que lavou os pés dos discípulos. A cena se repete em Mariana, quando o arcebispo lava os pés de pessoas da comunidade. A cerimônia evoca a humildade de Jesus Cristo. 19h - Celebração da Eucaristia no Santuário Nossa Senhora do Carmo.

Paixão e Morte de Cristo – sexta-feira - Na Sexta-Feira Santa acontece uma das cerimônias mais belas da tradição católica: a paixão e morte de Cristo. Essa passagem bíblica é recordada no Sermão do Descendimento, com cerimônia alusiva que faz muita gente se emocionar. O Sermão leva uma multidão para a procissão de enterro e o cortejo que segue pelo centro histórico. A procissão é composta pelas irmandades da cidade, por pessoas da comunidade que representam as figuras bíblicas. Neste dia, não há missas nem toques de sinos, apenas o som das matracas. 6h - Via Sacra para a Cartuxa e para o Canela - 9h - Ofício de Trevas na Catedral - 15h – Solene Ação Litúrgica - 19h - Descedimento da Cruz e procissão do Senhor Morto

Aleluia – sábado - A referência é feita à noite do Sábado Santo, quando, na liturgia, se canta o Aleluia Pascal. É a celebração da Ressurreição de Cristo. É o dia que marca o início do ano litúrgico católico, com a bênção do fogo novo e da água batismal. 9h - Ofício de Trevas - 22h – Celebração

Páscoa – domingo - É neste dia que os católicos celebram a Ressurreição de Jesus: a Páscoa do Senhor. As ruas se enchem de cores ao serem enfeitadas com tapetes de serragem e as janelas decoradas com colchas de retalho, toalhas bordadas e vasos de flores. A decoração é tradicionalmente feita por artistas locais e moradores. Os sinos anunciam o início da procissão, tradição que remonta o século XVIII, acompanhadas de crianças vestidas de anjos. 17h - Procissão saindo do Barro Preto para a Praça da Sé.

Veja mais













ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS