19 DE NOVEMBRO DE 2019

Vereadores de Itabirito trocam ‘farpas’ durante reunião


Itabirito
07 de novembro de 2019
Vereador Átila acusou o vereador Renê de só apoiar a campanha por pensar que seria o vice da chapa do vereador Max

As redes sociais têm se tornado uma ferramenta de divulgação para os parlamentares. Muitos utilizam para falar dos requerimentos e da insatisfação da população com a falta de infraestrutura nas cidades. Em Itabirito não é diferente. Na reunião da segunda-feira (4) os parlamentares da cidade trocaram acusações e o clima ficou exaltado devido a interação nessas publicações.

A discussão teve início com a palavra livre do vereador Renê Butekus (PSDB) que ao falar de um requerimento solicitando melhorias para a estrada e Ponte do Calado, postado em sua página no Facebook, teve um comentário, segundo ele, zombeteiro, do colega vereador Átila Morais (PMN). “Assim como outros vereadores, apresentei o requerimento pedindo melhorias para aquela localidade, mas na postagem, alguém comentou que o mérito deveria ser meu. Então recebi um print de uma postagem do vereador Átila, onde ele comentou, de forma zombeteira, se alguém achava que o prefeito iria atender algum pedido do Renê”, explicou. “Primeiro que o prefeito tem que atender ao pedido da população. Eu estou vereador aqui como vossa excelência levando as demandas para ele. Tem uma grande diferença sim, pois eu não fui barganhar com o prefeito. Não tenho filha ou assessor na prefeitura. Precisamos entender para não criarmos aqui uma zona de desconforto, uma guerra que não tem necessidade”, continuou Butekus. “Eu sou o único vereador de oposição que tive o caráter e hombridade de declarar apoio à sua campanha e do Max. Então, as vezes temos que ficar cautelosos em alguma fala para não deturpar e criar um ambiente de rincha”, apontou o parlamentar.

Em sua defesa, Átila disse que a intenção não era agradar ou desagradar ninguém, mas que só fez o comentário por interpretar que o vereador deixa a entender que não quer ter um bom relacionamento com o prefeito. “Eu tento ter um bom relacionamento com todos para conseguir benefícios para a população. Quando tive com o prefeito ele prometeu fazer a ponte. Ao meu ver, o Renê não quer ter uma boa relação com o prefeito e a minha postagem foi em tom de questionamento. ‘Você acha que o prefeito, com esse tipo de relacionamento, vai atender o vereador?’”, explicou Átila. Sobre as acusações de barganha, o vereador disse que nunca o fez e que “não devo nada a ninguém. Minha filha trabalha na prefeitura desde a época do governo Alex. Não são só parentes meus, mas seus também, que foram indicações no governo Alex e continuam na prefeitura. Você tem que ter muita responsabilidade na hora de falar isso, pois não tenho conchavo com ninguém. Não precisei de dinheiro de empresa para fazer minha campanha, que foi uma das mais baratas”, ressaltou o parlamentar, que também fez questão de falar sobre o apoio durante as eleições suplementares na cidade. “A questão de você falar que apoiou o Max, que foi parceiro, foi porque você seria o vice da chapa, por isso que foi para esse lado. Quando você soube que eu seria o escolhido, como você iria pular fora naquele momento? Primeiro veja o que já fiz e tenho feito pela cidade. Tome cuidado antes de querer falar meu nome”, enfatizou Átila.

Ao final da reunião os vereadores tentaram retomar o assunto, mas foram contidos pelo presidente da Casa, Arnaldo Pereira (MDB) que pontuou que a ‘roupa suja’ fosse lavada fora da reunião.

Por Michelle Borges

Álbum de Fotos

Veja mais
















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS