19 DE NOVEMBRO DE 2019

Projeto conscientiza sobre Leishmaniose no município


Itabirito
08 de novembro de 2019


Agentes estão fazendo coletas de sangue dos animais nas residências da cidade

Uma parceria da Prefeitura de Itabirito com o projeto Detechta, Fiocruz e a UFMG está realizando levantamentos sobre os dados e incidência de Leishmaniose Visceral Canina no município. O projeto está em fase inicial. “Nós estamos realizando estudos, temos uma estimativa que cerca de 10% dos cães de Itabirito já estejam contaminados com a doença, mas ainda estamos analisando tudo, fazendo levantamentos”, explica Ana Paula Fernandes, pesquisadora do Detechta.

Estão sendo coletados exames de sangue da ponta de orelha dos animais e a equipe está levando uma amostra do material para realizar a pesquisa de índices da doença na cidade. Todo o levantamento é para tentar trazer uma boa notícia para Itabirito. “Pretendemos testar um novo medicamento em uma parte desses animais, que estiverem com o teste positivo para a enfermidade, para avaliar a eficácia do tratamento. Um estudo como esse não tinha sido feito na cidade e ajudará no tratamento certo”, destaca a pesquisadora.

A equipe com profissionais treinados está fazendo o levantamento da doença nos bairros Capanema, Santo Antônio, Vila José Lopes, Agostinho Rodrigues, Quinta dos Inconfidentes, Serra Azul e Novo Horizonte. Eles estão explicando aos moradores a pesquisa e só entram nas casas com autorização e consentimento dos tutores dos animais. Todos os profissionais estão devidamente uniformizados e identificados com crachás.

O Canil da Prefeitura de Itabirito está sendo reformado para que uma amostra dos animais infectados possa passar pelo tratamento adequado com veterinários do projeto e servidores. Ana Paula Fernandes ainda deixa clara a importância de tratar a doença em Itabirito: “Um cão que está com diagnóstico positivo pode ser a fonte da enfermidade para outros animais e humanos. Existe um inseto que pica os animais infectados e pode transmitir a doença. O ser humano pode chegar à morte se desenvolver a enfermidade”.

Veja mais
















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS