16 DE DEZEMBRO DE 2018

Competidores e visitantes movimentam Mariana em mais uma edição do Iron Biker


Mariana
21 de setembro de 2018
Foto de Aurélio de Freitas

Uma mistura de momentos e sensações marcou a edição 2018 do Iron Biker Brasil, que aconteceu em Mariana, durante este final de semana. A chuva que caiu em vários momentos dos dois dias de provas transformou poeira em lama redobrando os desafios. Mas nem isso foi motivo para tirar o ânimo dos competidores que no percurso reduzido percorreram 119 quilômetros, já no completo foram 158 quilômetros. Resistência ao corpo e a mente.

O prefeito de Mariana, Duarte Júnior, participou de uma das largadas e desejou boas vindas aos participantes e visitantes da cidade. “Sem dúvida nenhuma o esporte nos aproxima, proporciona amizades. Se você não se torna um grande campeão, com certeza se torna uma pessoa melhor. Para nós é uma grande honra receber toda a família mountain bike”, ressaltou o chefe do executivo.

Superação de obstáculos e conquistas. O tempo importava e muito, tudo em busca de melhores resultados. Prova disso foi Halysson Ferreira, mineiro, que conquistou a primeira colocação na categoria elite masculino. Com esse resultado ele firmou a marca de bi-campeão do Iron Biker. Já no feminino quem levou o lugar mais alto do pódio foi Daniela Figueiredo.

Outra característica importante da competição ficou evidente em mais essa edição: a união. Mas não apenas a união de atletas e sim a capacidade que Mariana tem de abraçar a todos. Turistas que vieram para a cidade deixaram as ladeiras históricas da Primaz de Minas Gerais tomadas. Quem veio assistir à prova ganhou, também, a oportunidade de conhecer um dos mais ricos patrimônios históricos do Brasil. Foi o caso da baiana Raquel Santos Pereira. “Eu e meu esposo adoramos esporte. Não sabíamos que justamente no final de semana que viemos para cá, seriamos brindados com essa competição belíssima. A cidade está de parabéns”, afirmou a empresária.

Um dos organizadores do Iron Biker Brasil, Lucas Fonda, destacou a importância da prova no cenário mundial. “Essa competição já é considerada a maior e mais importante da América Latina e temos muito orgulho em reunir atletas de todo o Brasil e de até outros países”, comemorou o organizador. Com o término da competição deste ano já é hora de pensar na prova do ano que vem. Com isso fica a sensação de dever cumprido e a contagem regressiva para a próxima edição.

Álbum de Fotos



Veja mais















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS