11 DE DEZEMBRO DE 2019

Vereadores de Ouro Preto voltam a discutir pedido de empréstimo de R$50 milhões pelo executivo


Ouro Preto
04 de dezembro de 2019
Por Michelle Borges. Crédito: Jornal O Espeto

População tem pressionado os parlamentares a votarem a favor. Reunião extraordinária das comissões acontece hoje e projeto deve entrar para votação na quinta (5)

A reunião ordinária da Câmara de Ouro Preto, que aconteceria nesta terça-feira (3) foi cancelada em comum acordo pelos parlamentares. O pronunciamento foi feito pelo presidente da Casa, Vereador Juliano Ferreira (MDB) que justificou a medida para que os edis tivessem mais tempo para analisar o Projeto de Lei (PL) 206/2019 de autoria da Prefeitura de Ouro Preto. O PL solicita autorização para empréstimo de R$ 50 milhões para obras de pavimentação em asfalto de ruas da sede e distritos. Hoje (4) acontece mais uma reunião extraordinária de Comissões, para que o projeto seja avaliado novamente e entre em pauta para discussão e votação na reunião de quinta-feira (5).

O Plenário do Legislativo de Ouro Preto ficou lotado na tarde desta terça-feira (3) por populares que aguardavam a votação do PL 206. Eles acompanharam a reunião de Comissões, que contou com a presença de secretários do município envolvidos na elaboração do projeto. Já a reunião ordinária, que aconteceria em seguida, foi cancelada e na tarde desta quarta os parlamentares retomaram o assunto.

O vereador Wander Albuquerque (PDT) que é favorável ao projeto desde o início falou sobre a reunião e dos esclarecimentos feitos pelo Executivo. “Eu já estava com minha opinião formada, pois participei de todas as reuniões, inclusive da extraordinária que aconteceu na semana passada, também com a presença dos secretários. Mas Hoje (3) todos os vereadores estavam presentes e tiveram a oportunidade de tirar as dúvidas. Acreditamos que todos os 15 vereadores votarão favoráveis, porque viram moradores do distrito reivindicando aqui essas obras, que são esperadas há décadas e são direito deles” pontuou. “O estado deve R$36 milhões ao município e nas explicações ficou muito claro que a prefeitura tem condições de buscar esses R$14 milhões a mais para contemplar todas as localidades, pois sabe dessa importância para os moradores”, completou.

Para o vereador Geraldo Mendes (PC do B) a reunião foi muito esclarecedora e contribuiu para que os colegas fizessem um acordo. “Os vereadores que ainda não decidiram o voto se comprometeram a aprovar o projeto na reunião de hoje com indicativo de levá-lo a votação amanhã. Agora vamos analisar mais alguns documentos que a prefeitura ficou de entregar”, ressaltou o edil.

Já o vereador Chiquinho de Assis (PV) falou sobre a participação da população. “Foi uma reunião de muita pressão, onde os moradores foram direcionados à Câmara informados de que se votaria o projeto na tarde de ontem. Mas alguns vereadores ainda tinham dúvidas, eu principalmente continuo as tendo em algumas questões. Acho muito legítimo a aspiração dos moradores em querer mais dignidade, pavimentação e urbanismo nas suas regiões. Só que pelo que estamos vendo, se trata de um empréstimo a ser pago ao longo de nove anos, com um ano de carência”, expressou o parlamentar. “Nós estamos fazendo nosso papel de fiscalizar o trabalho do Executivo e aprovar as leis necessárias. E as pessoas têm que entender que o processo democrático é conviver com contraditório. Há pessoas que são democráticas até o momento em que se concorda com elas, do contrário viram tiranas, não aceitam a opinião dos outros. Então nós vamos fazer nosso trabalho com muita sabedoria, escutando o ponto de vista técnico, econômico, bancário, escutando os nossos conselheiros para que o nosso voto seja com sabedoria”, concluiu.

Caso seja aprovado hoje, o projeto entra em votação na reunião dessa quinta-feira (9), às 9h.

Álbum de Fotos

Veja mais

















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS