08 DE AGOSTO DE 2020

Trambolho inútil na sala de aula


O Berro do Bode Zé
06 de fevereiro de 2020


Fim das férias, volta às aulas e um calor abrasador, uma canícula de meter inveja ao Saara! Ovo, se bobear, já sai meio cozido do fiofó da galinha! O professor, meio bambo sob a pressão da alta temperatura, considera os metros como quilômetros a distanciá-lo da sala de aula, mas, assim como a Pollyanna do livro, espera a compensação sob o vento refrescante do ventilador, ao chegar ao local de trabalho. Entra na sala, quase não acreditando ter ali chegado sob tais condições e se apressa na direção do ventilador, ainda inerte. Mas, oh! ... decepção das decepções! Ligado, o aparelho continua como uma pedra postada no canto. Desaparece a Pollyanna e entra em cena a indignação contra aquilo que lhe parece uma conspiração, nos primeiros momentos, após o esfriamento da esperança. Essa angústia é real e vem de dentro de escola municipal, em Itabirito, onde o calor reina soberano, dificultando o ensino/aprendizado, enquanto, diante dos olhos, o recurso contra ele não passa de um estorvo irritante nunca reparado. Se ali não estivesse, o calor até pareceria menor e não insultante, conforme se mostra a zombar do trambolho inútil.

Veja mais


O Berro do Bode Zé
04 de ago de 2020
Quousque tandem abutere, mercatur, patientia nostr...

O Berro do Bode Zé
29 de jul de 2020
Quousque tandem abutere, imperium, patientia nostr...












ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS