05 DE AGOSTO DE 2020

Mariana completa 322 anos e volta a se tornar capital de Minas Gerais


Mariana
20 de julho de 2018
Crédito: Pedro Ferreira

Solenidade do Dia de Minas celebrou a data e homenageou personalidades com a comenda

 

Tradicionalmente há 40 anos, a cidade de Mariana se torna simbolicamente a capital de Minas no dia 16 de julho, data de aniversário da Primaz de Minas. Para celebrar a data, a Prefeitura de Mariana, em parceria com o governo de Minas promoveram mais uma edição do Dia de Minas, ato que simboliza a importância de Mariana como a primeira sede do governo.

Neste ano, a solenidade que aconteceu na manhã da segunda-feira (16), na Praça Minas Gerais, homenageou com a comenda 52 personalidades que contribuíram no desenvolvimento da cidade, do estado e do país. Entre elas, in memoriam, estava a professora de Janaúba, Heley de Abreu Silva Batista, que sacrificou a própria vida para salvar crianças do “incêndio de Janaúba”. Além da homenagem, foi assinada uma lei municipal, que será enviada à Câmara Municipal, para denominar uma rua do bairro Cabanas em tributo à professora.

Outra homenagem de destaque foi à Ivanilda Cândida Silva, auxiliar da saúde do Hospital Eduardo de Menezes. Ela tem uma casa de apoio em Belo Horizonte, onde familiares de pacientes internados podem ficar gratuitamente. Na época do surto de febre amarela, quando vários marianenses precisaram ficar na capital, Ivanilda abriu as portas da sua casa para receber os familiares. “É uma honra para mim, muito gratificante esse reconhecimento. Eu abro as portas da minha casa para quem eu nem conheço. Lá é gratuito e não tem tristeza, só Deus”, se emociona Ivanilda, que promove essa ação solidária desde fevereiro de 2017.

O prefeito de Mariana, Duarte Júnior, participou da solenidade e ressaltou a importância do simbolismo da data para os marianenses, que buscam, a cada dia, superar as dificuldades após o rompimento da Barragem de Fundão. “Minha cidade é a célula mater, a célula mãe, do caráter mineiro. Da inconfundível cultura, da tradição, da fé, da perseverança e esperança. Procuramos, a partir de Mariana, mostrar para Minas Gerais e para o Brasil que é possível administrar com eficiência, apesar da penúria financeira”, ressaltou o líder do Executivo.

Duarte também reforçou a urgência do repasse dos recursos do governo estadual voltados para a melhoria nos serviços básicos e de infraestrutura da cidade. A verba foi assegurada em 2017 por um convênio, assinado na mesma cerimônia pelo governador Fernando Pimentel. No entanto, os recursos ainda não chegaram ao município.

E o governador não compareceu à cerimônia, mas foi representado pelo secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo. “Cumprimento o corajoso prefeito pelas declarações enfáticas que tem feito em sentido do restabelecimento socioeconômico, valorização do emprego e a geração de recursos para Mariana. O prefeito merece nossa solidariedade e terá sempre da parte do Governo Estadual”. Questionado sobre o repasse prometido pelo governo, Angelo disse que este depende do pagamento da Samarco para que a parte devida à Mariana seja repassada à prefeitura. “Alguns recurso já estão em disponibilidade e processamento com a prefeitura, dependendo também de questões contábeis e fiscais para que isso possa acontecer. O valor (R$20 milhões) deve ser repassado ainda este ano”, frisou o secretário. 

Álbum de Fotos

Veja mais













ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS