04 DE JUNHO DE 2020

A hipocrisia fala mais alto


O Berro do Bode Zé
11 de maio de 2020


Referir-se a alguém como velho, em razão de sua idade avançada é errado, politicamente incorreto, pois isso ofende e denigre a imagem de tais pessoas. A palavra certa ou politicamente correta é idoso. Não obedecer a essa regra é ganhar a antipatia de muita gente e ser rotulado como antissocial, preconceituoso, discriminador, coisa e tal e o diabo a quatro. Agora, respeitar tais pessoas, em qualquer situação e reconhecer seus direitos legais é facultativo, cumpra quem quiser, não acarretando nenhum ônus para si aqueles que não cumprem. Exemplos disso se veem a todo momento, em qualquer lugar. Desde que invadido pela pandemia do COVID-19, todo o Brasil tem lido e ouvido que aos velhos (ou idosos) cabe maior proteção por constituírem o maior grupo de risco. Alguns estabelecimentos comerciais chegam a fixar horários específicos para atender tal faixa etária e cumprem, mas outros há que ficam só na teoria, ou seja, na promessa. Assim é que na porta de agência bancária, em Ouro Preto, um aviso diz, mais ou menos isso “das 9h às 10h, atendimento de aposentados, pensionistas e beneficiários do INSS, idosos e gestantes”. Entretanto, há poucos dias, extensa fila de pessoas de diversas faixas etárias, pouca observação do distanciamento, muita gente sem máscara, sem que o funcionário indagasse a idade de pressupostos idosos, para que lhes fosse dada a preferência. Pessoas com mais de 80 anos tiveram que aguentar duas horas e meia na fila para, ao fim, constatar que só havia um caixa a funcionar. Melhor o rótulo VELHO + tratamento e atendimento respeitoso que o rótulo IDOSO + tratamento e atendimento desrespeitoso!

Veja mais


O Berro do Bode Zé
01 de jun de 2020
Disciplina é bom e a maioria quer!...

O Berro do Bode Zé
25 de mai de 2020
A guerra é de todos!...












ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS