04 DE JUNHO DE 2020

SANEOURO promove ações para amenizar período de seca que já atinge captação do Funil


Ouro Preto
15 de maio de 2020
Sistema do Funil é responsável pelo abastecimento em Cachoeira do Campo, Santo Antônio do Leite, Glaura e parte de Amarantina, assim como a localidade do Maracujá.

Equipes visam prevenir o desabastecimento de água na região e concessionária pede aos moradores que intensifiquem o uso consciente da água

O período de estiagem já começa a atingir a captação do Funil, em Cachoeira do Campo, e a SANEOURO já realizou uma série de ações com o objetivo de minimizar os impactos no fornecimento de água da região abastecida pelo sistema do Funil. O manancial é um dos mais importantes na região, sendo responsável pelo abastecimento em Cachoeira do Campo, Santo Antônio do Leite, Glaura e parte de Amarantina, assim como a localidade do Maracujá.

A captação do Funil produz em média, em período de grande abastecimento, 75 l/s (litros por segundo). No início do mês de maio (1), a produção chegou a 53 l/s, uma queda muito brusca para atender a região, o que gerou grande falta d’água. Imediatamente a equipe técnica da SANEOURO iniciou as ações emergenciais. “Ao longo de uma semana realizamos intervenções, entre elas o alteamento da barragem com suportes metálicos e composição de pranchões de madeira (stop log) para ganho de vazão. Conseguimos obter no final do processo a produção de 70 l/s”, explica Luciano Pereira, supervisor de operações da SANEOURO. Ainda segundo ele, a iniciativa mantem o resultado e as equipes continuam monitorando o sistema e programando novas melhorias. “Como medida em médio prazo, com previsão para os próximos três meses, será instalado um registro na captação, o vai contribuir significativamente na melhoria e manutenção do sistema”, completa.

O período de estiagem se estende nos próximos quatro meses sendo mais crítico em Ouro Preto o mês de agosto e início de setembro com seca muito forte e que pode causar problemas no abastecimento. De acordo com a Defesa Civil, houve um déficit hídrico muito expressivo em 2019 e as chuvas no início deste ano não garantem a reposição da água nas captações. “Pode ser que até o próximo período de estiagem esse volume de água ainda esteja abastecendo o nível freático para tenta alcançar a normalidade que se perdeu ao longo de anos de estiagem. Quando se trata de agua subterrânea, que abastece as nascentes, o fluxo é muito mais lento que em superfície. Ainda é uma incógnita para nós se esse volume de chuva que caiu no primeiro trimestre será suficiente para abastecer os aquíferos e nascentes e assim garantir que não tenhamos um déficit hídrico”, explica Charles Murta, engenheiro geólogo da Defesa Civil de Ouro Preto.

Uso consciente

Atrelado ao início da seca, o que agrava mais a situação é o consumo residencial de água com o isolamento social, adotado como medida para conter a disseminação do novo coronavírus, como explica a superintendente da SANEOURO, Elisa Ribeiro.  “O período de estiagem é sempre um problema para o abastecimento, mas agora é mais delicado. Por isso, o consumo consciente de água se faz ainda mais necessário. Pedimos aos moradores para utilizar a água com responsabilidade. Ao utilizar a água nesse período dê prioridade para a higiene e alimentação e adote hábitos sustentáveis com a reutilização, por exemplo, da água da máquina de lavar. Pequenas atitudes diárias fazem toda diferença na preservação dos recursos hídricos”, ressalta.

Dicas de uso consciente da água

  • Mantenha a torneira fechada ao escovar os dentes, lavar o rosto ou as mãos. Fique atento também se a torneira não continua pingando água mesmo quando fechada.
  • Use a descarga com consciência e não jogue lixo no vaso sanitário. Utilize-a somente quando houver necessidade.  
  • Se pressionada por seis segundos, cada descarga consome entre 6 e 10 litros de água. 
  • Na hora de lavar a louça retire o excesso de sujeira dos pratos, copos, talheres e panelas a seco, antes de abrir a torneira e mantenha-a fechada enquanto ensaboa as vasilhas. 
  • Reaproveite a água do banho, da máquina de lavar e até mesmo das chuvas. Esta água pode ser reutilizada para fazer as pequenas limpezas, como a da calçada ou do carro, e principalmente para dar a descarga. 
  • Atenção a sua caixa d’água. Não a deixe transbordar e mantenha-a sempre fechada para evitar a evaporação. Aliada ao consumo moderado, as chances dela durar mais tempo são maiores.
     

Álbum de Fotos

Veja mais













ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS