05 DE AGOSTO DE 2020

Francisco símbolo de paz e harmonia


A cidade e Eu
19 de maio de 2020


O PAPA Francisco sempre conhecido por seu posicionamento progressista aconselhou as portas abertas à misericórdia e à coragem apostólica. É realmente um autêntico homem de Deus, colocado em 2013, como Chefe da Cristandade, para conduzir e orientar o mundo Cristão, em tempos tão difíceis. É ele o primeiro papa não Europeu dos tempos modernos e o primeiro papa Jesuíta da História.

Teve que enfrentar as questões do Banco do Vaticano, a pedofilia de altos membros do Clero, até a oposição sistemática de alguns Cardeais que não aceitaram a posição definida pelo Concílio Vaticano II, que “abriu as janelas para o mundo” segundo as próprias palavras do extraordinário Papa João XXIII.

Refiro-me, especialmente ao Cardeal dissidente Raymond Burke, que pertencia ao sistema judicial interno do Vaticano, e se tornou um inimigo implacável do papa que o demitira da função.     É algo parecido, no Brasil, com o nosso Presidente e o Ex-Ministro da Justiça que saiu atirando por todos os lados.

Em dezembro de 2015, o papa Francisco fez um de seus mais veementes discursos, no Natal, acusando a Cúria de “Alzheimer espiritual”. Lembro-me da reação daqueles que se consideravam ofendidos afixarem – da noite para o dia – pôsteres questionando o Papa “onde está a tua misericórdia?”. Este episódio só pode ter sido obra de elementos descontentes com o Vaticano!

“Eram duas correntes diametralmente opostas e os introvertidos (tradicionalistas) e os extrovertidos (progressistas). Aqueles põem a culpa no abandono das verdades universais e das práticas tradicionais. Estes acham que as mudanças na igreja não foram suficientes ou suficientemente rápidas”(Andrew Brown).

O Papa Francisco convocou o cardeal hondurense Oscar Rodrigues Maradiaga, com a missão de limpar a casa. O mais importante é que o atual papa está brilhando pelas suas fortes e precisas atitudes na direção do barco de Pedro (Igreja), num mundo cheio de problemas de toda sorte e, sobretudo, com um nome respeitado e querido pelos fiéis católicos do mundo inteiro, e, com o apoio e admiração dos líderes políticos e religiosos em geral. É um respeitado interlocutor entre quase todos os poderosos do mundo. Sempre levando a palavra “da misericórdia, do amor e da esperança” que o mundo tanto precisa.

“Grande liderança espiritual e política. Papa Francisco se tornou rapidamente símbolo de paz, de harmonia, exemplo máximo da aceitação do outro, da compreensão do diferente. Ninguém poderia imaginar, nem mesmo a própria Igreja, o carisma que Francisco alcançaria entre fiéis e não fiéis; ninguém poderia fazer ideia da força de sua voz, quando, em 2013, a fumaça da chaminé anunciou o novo papa: naquele momento, teve início um pontificado revolucionário, sem precedentes. Para além da Igreja Católica, para além de qualquer barreira, o Papa, com seu diálogo franco, sua linguagem acolhedora, que muito nos abraça, vem conquistando grande parte do mundo e nos colocando para refletir, de modo crítico, sobre os direitos mais básicos do ser humano, sobre a misericórdia, e, por que não, sobre a humanidade de que nosso mundo tanto precisa”.

ENFIM, é importante que haja um diálogo, inteligência e integração. Estes são os caminhos mais fortes que conduzem à união entre pessoas, estados e nações.

A vida não para! Ela segue o tempo, rumo à eternidade.

O Papa Francisco “apresenta uma visão teológica profundamente reformadora”, atual e necessária.

Veja mais


A cidade e Eu
04 de ago de 2020
O povo na democracia representativa...

A cidade e Eu
28 de jul de 2020
Direito de visita de avós aos netos...












ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS