03 DE JUNHO DE 2020

Pequena ouropretana com doença rara volta para casa após 143 dias internada 


Ouro Preto
20 de maio de 2020
Crédito: Reprodução Redes Sociais 

Evellyn Abrão, de 6 de anos, foi diagnosticada em dezembro de 2019 com Síndrome de Guillain-Barré (SGB)

Por Glauciene Oliveira

Evellyn Abrão, de apenas 6 de anos, moradora do Bairro Morro Santana, em Ouro Preto, foi diagnosticada em dezembro de 2019 com uma doença rara, denominada Síndrome de Guillain-Barré (SGB). Após 143 dias internada ela retornou para casa nesta segunda-feira (18), onde foi recebida com muita alegria pelos pais e os dois irmãos, de 12 e 14 anos. 

O diagnóstico de Evellyn aconteceu através de um exame na medula óssea, realizado na Unidade de Pronto Atendimento de Mariana (UPA) após a menina passar mal e ser levada pela segunda vez até a unidade. Depois do diagnóstico a criança foi transferida para o Hospital Infantil João Paulo II, em Belo Horizonte. 

Apesar da condição de saúde complicada, a mãe da menina, Karina Abrão, contou para a equipe de reportagem do Jornal O Liberal que sua filha permaneceu firme durante todo o processo. Após quatro meses de tratamento a menina já apresentou melhoras nos movimentos da face e do tronco, recuperou a fala e retirou a traqueostomia (aparelho usado para auxiliar na respiração). “Minha filha é muito forte e guerreira. Ela não desistiu de si mesma, nem mesmo ficou questionando os motivos da doença ou de suas condições. Ela vem lutando cada dia para vencer essa batalha”, enfatizou.

Karina destacou que o atendimento humanizado e atencioso dos médicos, enfermeiros e demais profissionais do hospital fizeram toda diferença na recuperação da menina, que se emocionou ao se despedir de todos. “Eu só tenho a agradecer a todos que se empenharam em ajudar minha filha, a todos do Hospital João Paulo II e todos que entraram na vida da Evellyn” disse. 

De acordo com a mãe, agora Evellyn está aguardando uma vaga no SARAH em Belo Horizonte, hospital referência em reabilitação, para que ela possa receber um tratamento adequado e recuperar o restante dos movimentos do corpo prejudicados pela síndrome. “Ela ainda precisa fazer a reabilitação, mas já está bem melhor. Agora vamos continuar fazendo os exercícios em casa, na medida do possível, mas precisamos de um tratamento profissional para que ela fique 100%. Estamos torcendo para a vaga no SARAH sair rápido”, enfatizou.

O retorno

Durante todo o tratamento da pequena ouropretana foram realizadas diversas campanhas de arrecadação de verba, donativos e brinquedos. Várias pessoas abraçaram a causa e contribuíram para a recuperação da menina. 

De acordo com Karina os olhos de sua filha brilharam ao chegar em casa pela primeira vez após tanto tempo longe. “Evellyn ficou surpresa e muito feliz quando chegamos em casa. Antes dela adoecer não tínhamos TV, pois a antiga estava queimada e agora pouco conseguimos comprar uma nova, ela ficou muito feliz quando viu. Os brinquedos doados também a deixaram muito feliz, ela pedia para eu levar para o hospital, mas eu disse que seria surpresa para quando ela voltasse pra cá. Foi só alegria na chegada dela”.

Sobre a doença

A doença contraída por Evellyn é autoimune inflamatória dos nervos e da medula espinhal, caracterizada por quadro de fraqueza e paralisia progressiva de algumas partes do corpo, podendo levar a insuficiência respiratória e batimentos cardíacos irregulares.

A mãe da menina, Karina Abrão, relembra como foi o início da doença e a evolução rápida no quadro de saúde de sua filha. “A Evellyn sempre foi uma criança saudável e nunca apresentou problemas sérios de saúde. Ela estava de férias na casa dos seus avós, quando em um dia normal começou a vomitar e sentir muita falta de ar. No dia seguinte o quadro se agravou, pois ela não sentia suas pernas. Quando ela chegou no hospital em BH já havia perdido todos os movimentos do corpo, inclusive da face, movimentando apenas os olhos, sendo encaminhada para o CTI. Ao decorrer dos primeiros dias sofreu paradas cardíacas e convulsões”, relatou.

Álbum de Fotos

Veja mais













ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS