02 DE JULHO DE 2020

Além de diversão, 1° Desafio de Embaixadinha vai levar conscientização sobre trabalho infantil em Mariana


Mariana
02 de junho de 2020

O isolamento social é essencial no combate ao novo coronavírus, entretanto, ele deixa um espaço ocioso no dia a dia das pessoas e principalmente das crianças. Pensando nisso, a Secretaria de Esporte, em parceria com o Conselho Municipal de Esporte e Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, lança o 1° Desafio de Embaixadinha Primaz de Minas.

A ideia é fazer um desafio da modalidade para crianças marianenses de 5 até 15 anos, em três categorias diferentes, incluindo Pessoas com Deficiência - PcDs. Para participar, elas devem gravar um vídeo de até 3 minutos, realizando as embaixadinhas de forma livre, publicar no Instagram, marcar e seguir as seguintes páginas: @conselhoesportivomariana, @cmdcamariana, @prefmariana @peti_mariana_mg, e usar as hashtags #marianabatebola e #chegadetrabalhoinfantil. 

Segundo Luis Gustavo Gomides, presidente do Conselho Municipal de Esportes, além de levar diversão para as crianças, o desafio tem como principal objetivo evitar a evasão escolar das crianças pós pandemia, e a erradicação do trabalho infantil. “Fatalmente temos visto na cidade que os pais que exercem funções informais, estão levando seus filhos para o trabalho, a ideia surgiu a partir disso, tendo o propósito de não ter evasão escolar e para conscientizar a família sobre a importância do assunto”, afirmou o presidente.

Dessa forma, o lançamento do regulamento oficial será no dia 12 de junho e a data não foi escolhida ao acaso. Neste dia é celebrado o dia nacional e internacional de combate ao trabalho infantil. Sendo assim, essa é uma oportunidade para sensibilizar, informar, debater e dar destaque ao combate a essa violação de direitos de crianças e adolescentes. E nada melhor do que fazer isso por meio do esporte. Os idealizadores acreditam que o desafio das embaixadinhas é uma forte estratégia para manter as crianças e adolescentes fora do trabalho infantil.    

O psicólogo e presidente do Conselho Municipal do Direito da Criança e do Adolescente, André Milanez, também destacou outro benefício. “Mesmo a distância, o desafio ainda vai permitir que as crianças interajam umas com as outras e percebam que não precisam sair de casa para praticar esportes e se divertir, fortalecendo o isolamento social”, disse.

A prática das embaixadinhas traz diversos benefícios para a saúde, como a melhoria da coordenação motora, equilíbrio, aumento da concentração e autoconhecimento. 

Veja mais













ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS