24 DE AGOSTO DE 2019

Estão a aprontar contra caminhantes e pedestres


O Berro do Bode Zé
16 de novembro de 2018


Parece, mas não é; avisa-se logo, antes que alguém diga ser repetição de matéria publicada há duas semanas. Na verdade, como indica o título, é similar e poderia ter sido publicada em sequência, embora nada tenha a ver com ameaça de tronco de árvore no meio do caminho. Continuam, sim, caminhantes e pedestres sob ameaça de outro tipo, nas calçadas estreitas, ora quebradas, ora interrompidas por degraus ou ressaltos inconvenientes, quando não usadas como estacionamento. Mas, nem no extremo oposto, na calçada bem cuidada, o pedestre está livre do perigo; pior, pensa estar seguro e cai da panela nas brasas. É a calçada de acabamento inadequado, superfície polida a facilitar quedas, especialmente de pessoas com deficiência na mobilidade. Superfície polida ainda é pouco, para levar alguém a cair de pernas pro ar, porque, para tornar o perigo ainda maior, lá vem água, do balde, ou da mangueira, temperada com sabão, enquanto o pedestre tenta driblar o incômodo, indo disputar espaço com veículos. Quando não vem no nível da calçada, a água pode vir de cima, da sacada, possivelmente acompanhada por sorriso zombeteiro de quem a lança. Calçada bem cuidada não depende de desperdício de água (o hidrômetro vem aí, geeente!) e nem de desconforto aos passantes, pois há maneira de fazer o serviço com gasto mínimo de água, sem incomodar a terceiros e com menos trabalho de quem o executa. Isso depende de consulta a quem sabe e de saber usar a cabeça, pois ela não é para cultivar cabelo e nem para criar piolho!

Veja mais


O Berro do Bode Zé
23 de ago de 2019
Vergonha à entrada de Ouro Preto...

O Berro do Bode Zé
16 de ago de 2019
Convite explícito aos “lalaus”...















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS