19 DE DEZEMBRO DE 2018

Prefeito Duarte Júnior realiza prestação de contas de 2018


Mariana
07 de dezembro de 2018
Foto de Aurélio de Freitas

A transparência em todas as ações da prefeitura é um dos princípios que regem a administração do atual governo. Pensando nisso aconteceu ontem, 05, a prestação de contas de 2018. Apesar da falta de recursos, principalmente pela dívida atual existente do governo de Minas Gerais com o município de Mariana, que hoje ultrapassa R$ 26 milhões, muito trabalho positivo tem sido feito com comprometimento.

O prefeito Duarte Júnior acredita que a prestação de contas tenha sido um excelente momento para que toda a população conheça o real cenário atual. “Passamos por uma situação difícil, mas estamos trabalhando muito para proporcionar o melhor a nossa cidade e nossa população. Já fizemos muito com responsabilidade e vamos fazer muito mais. 2019 será um ano de realizações”, afirma o chefe do executivo.

A receita do município vem caindo. Prova disso é que em 2018 os recursos somam, aproximadamente, R$ 223 milhões de reais até novembro. Queda significativa em relação ao mesmo período de anos anteriores. Uma das formas encontradas pelo executivo para enfrentar a situação foi a redução nos investimentos, nos custeios em geral e pessoal. Houve uma redução de cargos comissionados, o que gerou uma economia de aproximadamente R$5 milhões na folha de pagamento por ano, corte de gratificações, com uma economia de 100%, visto que desde 2017 a bonificação foi extinta, e o corte de horas extras, o que resultou em uma redução de R$1,4 milhões se comparado há anos anteriores. Tudo isso sem prejuízo aos trabalhos da administração pública.

Investimentos – Mesmo com o não repasse do repasse do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica, o FUNDEB, nunca se investiu tanto em educação e saúde em Mariana. Somente na educação foram investidos R$ 70,2 milhões de reais. Já na saúde foram R$ 71,3 milhões.

Fundação Renova – O chefe do executivo municipal reforçou sua insatisfação com a falta de compromisso da Fundação Renova, que foi criada para reparar os danos causados pelo desastre ambiental de 2015, o que, segundo ele, não vem sendo feito. Entre as principais carências estão o não cumprimento dos prazos, a recusa da compra de produtos da agricultura familiar, o condicionamento de pagamento de gastos extraordinários com a retirada das ações judiciais, a falta de compromisso com o Programa de Educação em Tempo Integral, entre outros.

O que vem em 2019 – Duarte Júnior garante que 2019 será um ano de muito trabalho. Entre as ações anunciadas estão a restauração da Casa Conde Assumar e da Igreja São Francisco de Assis, a implantação da escola de restauração da Escola de Arte e Ofício, a restauração dos elementos artísticos da Igreja Nossa Senhora da Conceição (Cachoeira do Brumado), a obra emergencial da igreja São Caetano e a construção do imóvel que abrigará o centro de artes do Céu das Artes (Padre Viegas). Está previsto também a construção da nova creche do bairro Gogô, obras de saneamento básico, melhoria nos sistemas de drenagem, contenção na rua peroba, continuação das obras de eletrificação, entrega da creche do São Cristóvão, dos apartamentos populares e a esperada volta das atividades da Samarco.

Álbum de Fotos



Veja mais
















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS