05 DE JUNHO DE 2020

Sinal dos tempos


O Berro do Bode Zé
25 de janeiro de 2019


Findas as festas de fim de ano, é hora de cada um procurar seu rumo, porque trabalhar é preciso, a não ser que o(a) felizardo(a) esteja em gozo de férias e é fato que muitos estão, a julgar pelo movimento de pessoas e bagagens na estação rodoviária. O calor abrasador, que faz a festa para o vendedor de picolés (sorvete no palito para paulistas), também proporciona maior exposição de corpos, peles de todas as cores e de quase todas as idades. A um canto grupo de jovens, presumidamente recém saídos da adolescência e prontos para o primeiro saçarico, completamente livres das amarras legais da menoridade, faz alarido acima do tom ambiental, o que chama a atenção dos circulantes. Cada um a empunhar e cavacar seu brinquedo da moda, todos parecem desligados do ambiente onde estão, porém presos à realidade virtual, reagindo a ela com risos, gritos e movimentos corporais. Enquanto isso, pessoas desembarcam, pessoas embarcam, ônibus chegam, ônibus partem, no pulsar um tanto regular do terminal. A um dado momento, uma das jovens leva as mãos à cabeça e grita: o ônibus! É nessa hora que voltam à realidade, consultam relógios e constatam que o embarque para o grupo já era!

Veja mais


O Berro do Bode Zé
01 de jun de 2020
Disciplina é bom e a maioria quer!...

O Berro do Bode Zé
25 de mai de 2020
A guerra é de todos!...












ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS