26 DE ABRIL DE 2019

Academia Orquestra Ouro Preto


Ouro Preto
01 de fevereiro de 2019
Foto de Íris Zanetti

Orquestra Ouro Preto inaugura academia de música destinada a jovens talentos e lança edital de seleção. Com bolsas de R$700,00 para todos os alunos e material didático gratuito, Academia abre vagas para violino, viola, violoncelo e contrabaixo e já nasce como referência em Minas Gerais

A Orquestra Ouro Preto inicia 2019 com um novo projeto e estende suas atividades pedagógicas com a criação da Academia Orquestra Ouro Preto, inaugurando suas atividades no mês de março, em Belo Horizonte. Voltada para jovens talentos da música de concerto, a Academia vai abrir vagas para violino, viola, violoncelo e contrabaixo, através de processo seletivo. O edital de seleção está disponível em orquestraouropreto.com.br. As inscrições são gratuitas, e poderão ser feitas de 01 a 15 de fevereiro, através do e-mail: academia@orquestraouropreto.com.br. Informações: (31) 3551 - 1228. 

Academia Orquestra Ouro Preto

Entre os bens culturais e artísticos de Minas Gerais, a música é daqueles que merece destaque. Cantores e cantoras ajudaram a escrever parte da história da MPB no país. Suas bandas e corporações musicais - tombadas como Patrimônio Imaterial do estado - espalhadas por todo território mineiro, especialmente no interior, formam músicos que contribuem para a manutenção desta tradição.

Mais recentemente, a música erudita vem ganhando espaço no estado. O número de orquestras em atividade em Minas cresceu, confirmando a força da música como linguagem artística de destaque no contexto cultural mineiro e a diversidade de trabalhos que, de formas distintas, privilegiam a música de concerto. Apesar da efervescência desse cenário, os obstáculos que uma pessoa interessada em seguir carreira profissional na música encontra são muitos. A falta de incentivo, os investimentos financeiros inerentes à formação e à especialização instrumental, além da dificuldade de encontrar uma escola ou projeto que dê continuidade ao sonho de se tornar músico ou musicista após alcançar certa idade, são alguns dos empecilhos mais comuns.

Inspirada pela vocação musical do estado, sabendo dessas dificuldades e, em especial, ciente de que há um gap entre o interesse de se tornar músico profissional e as exigências artísticas e performáticas que o mercado da música erudita exige, a Orquestra Ouro Preto inaugura a Academia Orquestra Ouro Preto. Criada com o objetivo de fomentar a prática da música de concerto no estado, a Academia Orquestra Ouro Preto é patrocinada pela SulAmérica, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, e já nasce como referência em Minas, buscando aperfeiçoar o talento de jovens músicos entre 18 e 28 anos de idade, com vivência em instrumentos de cordas e que têm em comum a paixão pela música, além de enxergarem nela a possibilidade de uma carreira artística e um futuro promissor.

Serão 19 vagas, sendo 9 para violinistas, 4 para violistas, 4 para violoncelistas e 2 para contrabaixistas. Todos os aprovados serão contemplados com uma bolsa no valor de R$700,00, além de material didático cedido gratuitamente, num formato inédito no que tange o incentivo para estudo e prática da música no Brasil. As atividades serão presenciais e ministradas por músicos e professores da Orquestra Ouro Preto, com dois ensaios por semana (um ensaio de naipe e um ensaio geral) no Sesc Palladium, em Belo Horizonte, através de parceria com o Sesc em Minas.

Rodrigo Toffolo, diretor artístico, regente titular da Orquestra Ouro Preto e idealizador da Academia, aponta que a iniciativa foi construída sob o signo da inclusão, enfatizando os valores artísticos da Orquestra e, consequentemente, sua forma de fazer música, que a elevaram ao status de uma das mais importantes e premiadas formações orquestrais do país. “A Academia é a materialização de um sonho antigo e mais um passo importante na história da Orquestra Ouro Preto. Queremos incutir nesses jovens talentos a experiência da música como modo de vida possível, criando oportunidades de inserção deles no mercado da música profissional, através de um trabalho prático e, sobretudo, humano, de desenvolvimento técnico musical de repertórios distintos que integram o universo da música de concerto, através de ferramentas didático-pedagógicas, com a chancela da Orquestra Ouro Preto. Ou seja, uma maneira diferenciada de fazer e viver música, algo que faz parte de nossa essência enquanto grupo artístico de alta performance”, comenta Toffolo, lembrando que os instrumentistas que se destacarem terão a oportunidade de fazer parte do grupo de músicos da Orquestra Ouro Preto.

As vagas serão preenchidas através de um processo seletivo formado por audições nos dias 24 e 25 de fevereiro, em Belo Horizonte. Durante a audição, o candidato deverá executar duas peças que pertençam à literatura de seu instrumento. Os ensaios têm início em março e término em dezembro. Além dos ensaios, estão previstas 4 apresentações dos alunos da Academia em 2019.

A Academia é o segundo projeto artístico-pedagógico da Orquestra Ouro Preto que, há três anos, gerencia as atividades do Núcleo de Apoio a Bandas em Ouro Preto, iniciativa destinada a músicos e maestros das tradicionais bandas e corporações musicais do país.

Veja mais




















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS