05 DE JUNHO DE 2020

Saúde, resistência e vida longa ao Procon!


O Berro do Bode Zé
15 de fevereiro de 2019


Para sair da chatice e mesmice da televisão aberta, passando a contar com mais centena de canais de áreas e assuntos diversos, nada mais fácil – com o dinheiro à frente, é claro – que contratar um serviço de televisão por assinatura. Nada melhor que escolher dentro da diversidade com qualidade, ao contrário de se submeter ao limitado dentro da mediocridade! Entretenimento e conhecimento não faltam ao assinante, que se sente no paraíso, em comparação com a televisão aberta, mas que não falhe o serviço, porque, aí, sim, do paraíso o assinante pode cair no inferno. E a falha pode ter início no atendimento automático que, a princípio é maravilha das maravilhas, pois mediante passo a passo gravado por agradável voz feminina, resolve problemas a qualquer hora, sem questionamentos. Se um débito indevido, por exemplo, cair no sistema, adeus solução, porque a máquina não está preparada para dar tal tipo de solução e, ainda que não devedor, o assinante tem que quitar o débito, se quiser o serviço restabelecido. Contato direto é dificultado de todas as formas, para forçar o pagamento do débito não reconhecido. Ao se sentir pressionado e não capitulando à cobrança indevida, o assinante opta por cancelar o serviço via desautorização do débito automático em conta bancária, inicia-se então uma campanha de aporrinhação, via telefone, junto ao assinante, em contrate como momento anterior, quando nenhum retorno se deu à reclamação feita pelo mesmo. Feita para infernizar, as ligações se desenvolvem ao longo do dia, com intervalos, muitas vezes, de apenas dez minutos, sabendo os autores que, para não mais ser incomodada, a pessoa opta por pagar o que não é devido. A campanha pode persistir por meses, até que a pessoa capitule diante do abuso. Mas quem está na condição de incomodado, nesses casos, pode resolver o problema, a seu favor, se se dispuser a sair da zona de conforto e do anonimato, para fazer uma denúncia pública junto ao PROCON. Não há cobrança indevida e nem campanha incomodativa que persista depois de denúncia ao PROCON, não importando o tamanho e posição de destaque, no mercado, da empresa denunciada. VIVA O PROCON!

Veja mais


O Berro do Bode Zé
01 de jun de 2020
Disciplina é bom e a maioria quer!...

O Berro do Bode Zé
25 de mai de 2020
A guerra é de todos!...












ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
       

PARCEIROS