25 DE MAIO DE 2019

Emissoras de televisão


Amenidades
22 de fevereiro de 2019


Comentei com um amigo sobre um filme, e em lugar de manter o tema da conversa, ele olhou-me horrorizado e foi para outro assunto: “você assiste a Globo?” E desferiu um monte de impropérios à emissora, fora os apelidos pejorativos já conhecidos, utilizando o nome da mesma e acrescentando a ele adjetivos nada bonitos. Em seguida, fez um discurso, também já bem conhecido, sobre os maus exemplos transmitidos em alguns programas.

Muito do que ele falou é verdade, e eu concordo, mas daí a generalizar toda uma grade de programação de uma emissora, seja ela Globo, SBT, Rede Record, Rede TV, enfim, qualquer que seja, é radicalismo demais.

Todas as emissoras têm bons e maus programas, sem contar que um programa pode agradar a uns e não agradar a outros. Daí a penalizar toda a programação, fica um pouco exagerado. Disse isto a ele e inclusive exemplifiquei com programas de que gosto e outros de que passo longe.

Na verdade, eu nem sou muito de assistir TV aberta. Abro exceções para musicais e alguns filmes, como o em questão. Dependendo da história, assisto alguns capítulos de novela também, embora não tenha a menor paciência para assistir todo dia.  Mas conheço quem gosta e nem por isto vou me horrorizar. O controle remoto existe para isto. Cada um assiste o que quiser.

Sem a necessidade de citar nomes, existem alguns programas que realmente alem de não agregar nada, ainda podem acrescentar valores distorcidos, mas isto não é prerrogativa da Rede Globo. Acontece em todas. Da mesma forma, nem tudo que passa na TV a cabo é um exemplo a ser seguido.

O que importa é o que vamos assistir, ou não, e não a emissora que está transmitindo. Por exemplo: está chegando o carnaval. Aqueles que gostam de acompanhar os desfiles das escolas de samba do Rio, devem deixar de assistir, só porque a Globo é que vai transmitir? “Boicotar” uma emissora, seja por razões políticas, pessoais, o que for, e deixar de se divertir, ou se informar, por puro radicalismo, chega a beirar o ridículo. Já assisto tão pouco televisão, se for optar pela emissora e não pelo programa, deixando de assistir o que quero por isto, aí não vou ver nada. Se eu gosto do filme, vou assisti-lo onde ele passar.

Existem tantas opções! Internet, DVDs, TV a cabo, muitas opções de entretenimento antes da TV aberta. Quando opto por ela, vou escolher pelo que eu quero assistir, e não pela emissora que está apresentando. Aí já seria fanatismo.

Veja mais


Amenidades
24 de mai de 2019
O mundo mudou (e as mães também)...

Amenidades
10 de mai de 2019
Dia das Mães...















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS