20 DE SETEMBRO DE 2019

A velha rua dos buracos


O Berro do Bode Zé
29 de março de 2019


As tais operações “tapa-buracos”, de vez em quando deslanchadas pela Prefeitura de Ouro Preto, deveriam ter o nome trocado para “enxuga-gelo”, mais adequado e conveniente à sua natureza recorrente. Mal e porcamente se efetua o serviço, que não dá tempo para comemorar ou dizer um “muito obrigado”, inoportuno, diga-se de passagem, se a coisa é de obrigação da administração municipal e paga com o suor de cada contribuinte. É o caso do trecho urbano da antiga estrada Cachoeira do Campo/Estação Dom Bosco, por sua vez, uma secção da primitiva estrada Ouro Preto/Belo Horizonte, atualmente chamada de “Rua da Pedra Sabão”, “Estrada do Cumbe” e “Caminho da UPA”, que nunca foi UPA. Ao trocar o nome da operação, seria mais conveniente trocar também o nome da rua para “Rua dos Buracos” Uma ideia de jerico deu origem ao asfaltamento daquela via, quando já se concluía, que asfalto é inconveniente para o meio ambiente urbano (eleva a temperatura), impermeabiliza o solo, aumentando volume das enxurradas e consequentes inundações, além de tornar a via mais vulnerável à proliferação de buracos durante o período chuvoso. Além de tudo, sua manutenção é mais custosa. Pois é! em pouco tempo, neste fraquíssimo período chuvoso, fizeram-se duas intervenções; na primeira os buracos foram entupidos com pedras (tipo pé-de-moleque); na segunda, mascararam-se os buracos (quase os mesmos) com asfalto. E os buracos já ressurgem, assim como faz a grama, logo após a primeira garoa! Crê-se que calçamento igual ao feito em algumas ruas, nas proximidades do CAIC, na Cruz dos Monges, ficaria mais barato que as sucessivas operações “tapa-buracos”, inócuas e irritantes. Quiçá pudesse o calçamento sugerido estender-se por todo o centro urbano, também muito maltratado?

 

INSS recobra bom senso

Aposentados e pensionistas já podem, novamente, acessar o site da Previdência e imprimir seu comprovante de rendimentos para efeito de declaração do Imposto de Renda, sem necessidade de cadastro no site Meu INSS. Se não tiver acesso à internet e/ou depender de terceiros para fazer a mesma coisa, é só confiar o trabalho à pessoa de confiança. Pelo menos, nesse aspecto, o bom senso voltou a ali imperar!


Veja mais


O Berro do Bode Zé
20 de set de 2019
Inversão de valores...

O Berro do Bode Zé
13 de set de 2019
Circular nas ruas, uma aventura perigosa...
















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS