22 DE MAIO DE 2019

Dinheiro do povo não é capim!


O Berro do Bode Zé
12 de abril de 2019


Cumprir a lei onde e quando o “errado é que está certo” é sério risco de ser punido e sofre chacota por parte dos que não estão “nem aí pra a lei. É o caso do profissional da publicidade sonora por meio de veículo com sistema de alto-falante. Está sujeito a uma série de regras, desde o volume do som até o horário pré-estabelecido (horário comercial), passando pela qualidade da mensagem (sem ofensas e obscenidades) e os locais (hospitais, por exemplo) podendo sofrer sanções em caso de violação de algum dos pontos. No outro extremo da prática de espalhar o som em público, qualquer zé-mané ou jeca-do-asfalto faz o que bem entende, a qualquer hora e lugar, primando pelo desrespeito a tudo e a todos, sem que alguém com autoridade para coibir-lhe a prática, multá-lo, detê-lo e apreender o equipamento levante o traseiro do assento. Pessoa idosa e seriamente doente é despertada de um dos raros momentos de alívio e quase morre de susto, porque um desses “jecas” abriu todo o volume do “subwoofer”, à frente de sua casa. Nesse caso agravou-se a prática porque a pessoa mais atingida era uma pessoa em idade avançada e a padecer de dores, mas o desrespeito, o abuso, a agressão é contra todos igualmente. Isso acontece e nada se produz de prático no sentido contrário, porque tempo e espaço são ocupados com bobagens na CMOP. Há a Resolução 624/2016 do CONTRAN que diz: “Fica proibida a utilização, em veículos de qualquer espécie, de equipamento que produza som audível pelo lado externo, independentemente do volume ou frequência, que perturbe o sossego público, nas vias terrestres abertas à circulação”. Mas, ao invés de fazer cumprir a Resolução, ou, pelo menos, tentar solucionar problemas que afligem a população, tempo dos senhores vereadores em sessão plenária é dedicado à discussão sobre o porquê de uma luminária, de costas para a rua, estar a iluminar cobras, lagartos e gafanhotos no mato; tudo isso com direito a sessão de vídeo. Em tempo de “zap praqui”, “zap pralá”, com tanta fofoca e mentira, bastaria mensagem ao responsável pelo serviço com pedido de reposicionamento da luminária! Dinheiro do povo não é capim, caras pálidas!

Veja mais


O Berro do Bode Zé
17 de mai de 2019
Haja paciência!...

O Berro do Bode Zé
10 de mai de 2019
Ponham ordem nessa joça!...















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS