22 DE MAIO DE 2019

A santa inveja de Deus


A cidade e Eu
10 de maio de 2019


MÃE é tão importante para a existência humana que Deus criou uma para si, MARIA, clamam os notáveis religiosos, literatos e poetas da literatura humano-divina.

Na antiguidade greco-romana esta personagem feminina, querida e amada por todos os filhos, já era contemplada e exaltada pelos povos mais lúcidos  e dominadores da época. Os gregos homenageavam “A mãe dos deuses chamada RHEA”. Os romanos destacavam “Sua mãe divina denominada CIBELE”. Não importa o nome, mas, sim sua dignidade concretizada no amor palpável, inteiro e eterno.

Atualmente, a homenagem dedicada às mães tem sua origem nos EUA por iniciativa de uma jovem filha chamada Anna Jarvis. Desde 1932, no Brasil, esta data – Dia das Mães – é celebrada com todo amor, dedicação e respeito, no segundo domingo de Maio. Comercialmente, só é superada pelo Natal. A grande finalidade é agradecer-lhe pela dedicação, amor, carinho, sendo ela uma só. Mãe só tem uma, a minha é a mais perfeita, diz cada filho(a) ao homenageá-la.

-“ VOCÊ é um presente de Deus. Você foi minha ligação com o mundo. Amo-a!

- Tudo é incerto neste mundo confuso, mas não o amor de mãe (James Joyce);

- Tudo aquilo que sou ou pretendo ser, devo a um anjo, minha mãe (Abraham Lincoln);

- Os braços de uma mãe são feitos de ternura e os filhos dormem profundamente neles (Victor Hugo);

- Senhor, continue cuidando da minha amada mãe, que se encontra em Sua companhia (Marcos Alves de Andrade);

- Ao seu lado tudo é belo e todos os momentos ficam guardados no coração (Um pensador);

- Os Homens são o que as mães fazem deles (Ralph Emerson);

- Amor de mãe é a mais elevada forma de altruísmo (Machado de Assis);

- Se fosse Rei do mundo, baixaria uma lei: Mãe não morre nunca, ficará sempre junto do seu filho (Carlos Drummond de Andrade);

- Nem toda rainha tem coroa, e a prova disso é a minha mãe (Um pensador);

- A mãe perdoa sempre: veio ao mundo para isso (Alexandre Dumas);

- O coração das mães é um abismo no fundo do qual se encontra sempre um perdão (Honoré de Balzac)”.

EM SUMA, Itabirito, domingo, estará em festa, com os(as) filhos(as) abraçando e beijando suas mães. Todos rezando por elas. Levam-lhes presentes, abraços e beijos, e um coração cheio de gratidão. Lembro-me de várias mães ganhando serenatas de amor, nas altas madrugadas. Lamento pelas mães desaparecidas ou encarceradas!

Que Deus as conserve sempre junto a seus filhos para orientá-los na vida. Sua presença, neste mundo, castigado por tantas injustiças, não pode sobreviver sem o amor de mãe e o reconhecimento de cada filho(a).

Obrigado, mãe!

Veja mais


A cidade e Eu
17 de mai de 2019
Escolas vítimas de criminosos...

A cidade e Eu
26 de abr de 2019
O crime compensa ou não?...















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS