22 DE MAIO DE 2019

TJMG lança Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania em Ouro Preto


Ouro Preto
17 de maio de 2019
Fotos de Michelle Borges

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) promoveu uma cerimônia de instalação do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) na Comarca de Ouro Preto. O evento contou com a participação de diversas autoridades e também dos estagiários de direito, que auxiliarão em ações de mediação.

O serviço consiste na conciliação e a mediação de solução de pendências, nas quais as próprias partes envolvidas são incentivadas a resolver seus problemas de forma autônoma e harmônica. O trabalho conta com o auxílio do conciliador ou do mediador, que é uma pessoa capacitada e neutra, que orienta os envolvidos buscando construir alternativas em conjunto. A Desembargadora Mariângela Meyer Pires Faleiro presidiu a cerimônia e destacou a importância do Cejusc para o bem estar da sociedade. “Não é possível mais que se aguarde o tempo para que processos seguidos cresçam no judiciário... A mediação tem resultado numa forma de convivência e relacionamento bem melhor, pois não é um terceiro que resolve o problema, e por isso, o rompimento de um vínculo familiar, às vezes, não acontece”, ressalta a Desembargadora.

Em Ouro Preto, o serviço será coordenado pela juíza Kellen Cristini de Sales e Souza, que destacou a conquista para a cidade. “Representa um ganho muito importante para a nossa comarca, por se tratar de um meio alternativo de solução de conflitos. Todos aqueles que têm uma demanda em potencial, que possa vir a desaguar numa ação judicial, antes do ajuizamento desta ação, agora tem um mecanismo para tentar resolver o problema”, pontua Kellen. A juíza diretora do foro de Ouro Preto, Ana Paula Lobo Pereira de Freitas, ressaltou a importância do Cejusc para a justiça da cidade. “Essas formas alternativas de soluções de conflitos diminui a demanda de processos, com as pendências ainda não ajuizadas, de maneira rápida, por isso é um ganho também para os processos”, ressalta Ana Paula.

A perspectiva é de que o início das audiências no Cejusc comece na última semana de junho. Na ocasião os estagiários aprovados em processo seletivo da comarca tomaram posse. Em Minas Gerais, há cerca de 140 Cejusc e segundo a Desembargadora, a previsão é de que mais 15 ainda sejam implantados este ano.

Álbum de Fotos

Veja mais
















QUER FICAR POR DENTRO DAS NOVIDADES? CLIQUE E CADASTRE O SEU EMAIL, PROMETEMOS NÃO ENVIAR SPAM!
ITABIRITO
OURO PRETO
MARIANA
BRASIL
MUNDO
ARTIGOS
GALERIA
EDIÇÕES
SOBRE NÓS

 CONTATO
   

PARCEIROS